Fechar

Maringá

8 cargos

Prefeitura de Maringá prepara concurso público com 57 vagas

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 16:45 - 02 de Setembro de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Arquivo/Cleber França/GMC Online

Fim da novela: a Prefeitura de Maringá já prepara um novo concurso público.


Desde o fim do ano passado já se falava de um novo concurso na prefeitura. Por uma série de motivos, a iniciativa chegou a ser anunciada, mas depois cancelada. Entre outros motivos, o município estudava a criação de novos cargos no organograma. E aí queria realizar apenas um concurso público.


Um projeto foi feito e encaminhado à Câmara de Vereadores. Mas a expectativa é que a proposta demore a ser analisada e votada.


Por isso, após muita conversa, a Prefeitura de Maringá decidiu bater o martelo a fazer dois testes diferentes. O primeiro deles ainda neste ano. O executivo quer contratar 57 pessoas para oito cargos: agente de trânsito, cuidador infantil, educador de base masculino, educador de base feminino, historiador, médico do trabalho, orientador de Estacionamento Rotativo e técnico de segurança do trabalho.


O cargo com maior número de vagas é o de cuidador infantil: 50 ao todo. O restante é uma vaga cada.


A prefeitura, agora, contata empresas para realizar a prova. Com orçamentos em mãos, uma deve ser contratada via inexigibilidade. A expectativa é realizar as provas até o fim do ano, disse o secretário de Recursos Humanos, César França.


"São os cargos mais urgentes, que a gente precisa de contratação imediata. Por isso, [vamos] priorizar esses cargos agora e até o final do ano, queremos que [esteja] em andamento um novo concurso para o ano que vem", afirma. 


Caso a Prefeitura efetive a contratação das 58 pessoas, o impacto anual previsto na folha é de R$ 1 milhão e 244 mil.


Ouça a entrevista completa


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui, e encaminhe uma mensagem informando o seu nome.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo