Fechar

Paraná

2020

Matrículas para escolas estaduais poderão ser feitas pela internet

Publicado por AEN, 18:32 - 07 de Outubro de 2019

As matrículas para 2020 nas escolas estaduais do Paraná poderão ser feitas pela internet. A ferramenta para confirmação ou escolha de vaga estará disponível para os alunos de continuidade e também aos jovens que ingressarão no sexto ano do Ensino Fundamental ou na primeira série do Ensino Médio. As matrículas online começam em 21 de outubro e vão até 1º de novembro.


A funcionalidade será incorporada à Área do Aluno, plataforma da Secretaria de Estado da Educação e do Esporte em que os responsáveis já podem consultar o boletim escolar e solicitar o histórico do estudante. Também é possível acessá-la pelo celular. A realização da matrícula de forma online é opcional.


O secretário da pasta, Renato Feder, explica que a matrícula online foi pensada para facilitar a vida dos pais e responsáveis pelos alunos. A ferramenta também reflete um dos objetivos da atual gestão, de inserir a tecnologia cada vez mais no cotidiano do estudante paranaense.



“É uma opção a mais que os pais e responsáveis têm para fazer a matrícula dos estudantes de uma forma mais rápida, sem necessidade de ir até a escola. Além disso, permite que se indique até três escolas como opções viáveis para a matrícula. É uma inovação do Governo do Paraná que vai facilitar bastante o processo de matrícula”, explica Feder. Ele destaca que, no entanto, quem preferir pode fazer a matrícula diretamente na escola, presencialmente.



PASSO A PASSO


Para os jovens já matriculados nas escolas estaduais e que apenas desejam dar continuidade aos estudos na rede pública, o responsável deverá acessar a ferramenta e confirmar a vaga na instituição de ensino em que o estudante já está matriculado.


Se os pais ou responsáveis quiserem tentar uma vaga em outra unidade, podem indicar até três escolas e aguardar o resultado da solicitação, que será divulgado no início de dezembro.


Para fazer a matrícula online dos estudantes ingressantes, provenientes do quinto e nono anos das redes municipal e estadual de ensino, e que irão ingressar no 6º ano do Ensino Fundamental ou no 1º ano do Ensino Médio, os pais ou responsáveis devem acessar o sistema e confirmar a matrícula na instituição de ensino sugerida pela secretaria estadual, conforme georreferenciamento, ou seja, a escola mais próxima do endereço residencial.


Caso haja preferência por uma escola diferente da sugerida, os pais ou responsáveis podem indicar até três instituições em que desejem tentar uma vaga e aguardar o resultado da solicitação.


O responsável pelo estudante, ou o estudante maior de 18 anos, deve acessar a plataforma, após fornecer CPF e número de celular para o qual será enviado um código de validação via SMS. Uma vez com acesso à Área do Aluno, basta clicar em “Matrícula Online”, no menu lateral da página, para dar continuidade ao processo.


RESULTADOS


A partir de 1° de dezembro estará disponível no sistema o resultado do atendimento da escolha da escola de preferência. Caso o aluno não consiga a vaga na instituição de ensino de preferência, terá a vaga garantida na instituição de ensino estadual onde está matriculado ou naquela indicada pela secretaria estadual.


ETAPA PRESENCIAL


A última etapa é presencial e consiste na entrega dos documentos necessários para efetivar a matrícula. Ela ocorre em janeiro, de acordo com o calendário estipulado por cada escola.


Os documentos são: certidão de nascimento, certidão de casamento ou RG; comprovante de residência e fatura de energia atualizada; histórico escolar ou declaração de escolaridade da escola de origem ou declaração de escolaridade emitida pelo Sistema Estadual de Registro Escolar (Sere); declaração de vacinação.


FORA DA REDE


Os alunos atualmente matriculados em instituições de ensino municipais ou privadas que utilizam o Sistema Estadual de Registro Escolar – Sere também poderão solicitar vagas pelo processo online, desde que efetivem os procedimentos de cadastro no sistema.


Os estudantes provenientes de outros estados ou de instituições privadas que não utilizam o Sistema Sere poderão ir até uma instituição de ensino estadual para solicitar inserção no Cadastro de Espera de Vaga Escolar.

Bloco de Imagem

Foto: Ilustrativa/AEN

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo