Fechar

Policial

Nesta segunda

Caso Jeniffer: polícia faz reconstituição do crime

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 08:56 - 20 de Maio de 2019

A Polícia Civil faz nesta segunda-feira (20), a partir das 9h, a reconstituição do assassinato de Jeniffer Tavares Mologni, de 16 anos


A reconstituição começa pelo motel em que ela esteve com o suspeito do crime no domingo, 5 de maio. Jeniffer foi encontrada morta dois dias depois num terreno baldio. O suspeito Carlos Alberto da Silva está preso. Ele nega ter matado Jeniffer. Ele disse à polícia que a adolescente morreu de overdose. Os dois teriam consumido cocaína no motel e quando ela começou a passar mal, Carlos Alberto a teria levado ao hospital. No caminho, no entanto, ao perceber que ela estava morta, teria jogado o corpo de Jeniffer no local em que ele foi encontrado.


No entanto, a polícia não acredita nessa versão dada pelo suspeito, porque não explica o laudo do Instituto Médico Legal (IML). Jeniffer foi violentada, sofreu traumatismo craniano e morreu de asfixia mecânica, aponta o laudo.


A reconstituição poderá esclarecer as dúvidas.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo