Fechar

Volei

Amistosos

Ponteiro Hugo, ex-Maringá Vôlei, ganha chance na seleção principal

Publicado por Chrystian Iglecias, 14:00 - 21 de agosto de 2019

Bloco de Imagem

Foto: Fernando Tanaka/Maringá Vôlei

O ponteiro carioca Hugo Hamacher, 28, que defendeu o Maringá Vôlei na última temporada da Superliga Masculina, recebeu nos últimos dias uma das melhores notícias de sua vida. Respaldado pelo destaque que teve na Cidade Canção, o atleta foi um dos cinco convidados da Confederação Brasileira de Voleibol (CBV) para completar o plantel da seleção principal, que disputará dois amistosos na Argentina, neste fim de semana. Ambos os jogos, em Calafate, província de Santa Cruz, serão contra a seleção da casa. O primeiro será na sexta (23), e o segundo no domingo (25).


Hugo se apresentou à seleção na última segunda-feira (19), juntamente com os demais atletas. Com a vaga olímpica já assegurada, a equipe nacional agora foca na preparação para o Sul-Americano e a Copa do Mundo. A competição continental será disputada entre os dias 10 e 14 de Setembro, no Chile. Já a Copa será no Japão, de 1 a 15 de Outubro.


Na temporada 2018/19, defendendo o Maringá Vôlei, Hugo Hamacher era certeza de ponto. Iluminado, o ponteiro virava quase todas as bolas, ganhando vários troféus Viva Vôlei de MVP da partida. Após ajudar o time de Ricardinho a chegar aos playoffs, o ex-camisa 18 se transferiu para o Botafogo, do Rio, que acaba de subir da Superliga B para a elite do vôlei nacional. Com isso, Hugo está de volta pra "casa".


"A adaptação aqui no Botafogo está sendo da melhor maneira possível, boa parte dos atletas já jogaram comigo em outros times. Estou muito feliz por estar jogando em casa, perto da família e dos amigos. Isso é algo raro no nosso meio. O projeto pra esse ano é não colocar limite em nós mesmos. Temos que trabalhar duro e os resultados podem ser surpreendentes. O básico é uma classificação para o playoff", afirma o atleta em contato com o portal GMC Online, direto do Rio de Janeiro.

Bloco de Imagem

Hugo, bem ao fundo, reunido com a seleção principal, ao lado de nomes como Lucarelli e Bruninho. Foto: CBV

Aos 28 anos, Hugo já defendeu equipes como Sada Cruzeiro e Sesc-RJ. Apesar desta ter sido sua primeira convocação para a seleção brasileira principal, ele possui uma trajetória pelas seleções de base, tendo disputado competições como o Sul-Americano infantojuvenil e o Mundial juvenil.



"É sempre um sonho de todo mundo vestir a camisa da seleção principal, a gente sempre imagina jogando e virando a primeira bola. É uma ansiedade, mas é uma ansiedade gostosa", diz Hugo.



Questionado sobre a chance de realizar uma longa trajetória na seleção a partir de agora, o ponteiro foi firme. "A gente tem sempre que acreditar. Se a gente não acredita que possa ser o início de uma trajetória, ninguém vai acreditar pela gente. Acho que pra esse ciclo olímpico o time já está bem fechado, já tem os atletas que estão na frente. Independente de jogar ou não, estarei na torcida", avalia Hugo Hamacher.


O carioca, conterrâneo do técnico Alessandro Fadul, era um dos jogadores mais queridos pela torcida maringaense, a maior do Brasil já há seis temporadas. A perda de Hugo, certamente, foi a mais sentida, ao lado da do levantador Rodrigo. Sabendo disso, Hugo aproveitou para agradecer à cidade.



"Maringá foi uma cidade que surpreendeu, pelo carinho da torcida, o próprio elenco, a amizade que criamos. São coisas que a gente leva pra vida. A cidade ajudou, abraçou a gente. Era um ano complicado, de baixo investimento. Mas a cidade ajudou muito nosso time a alcançar os resultados que tivemos."


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo