Fechar

Maringá

No aguardo

Comércio entende quarentena, mas quer data para reabrir em Maringá

Publicado por Victor Simião/CBN Maringá, 21:05 - 09 de abril de 2020

Bloco de Imagem

Foto: Victor Simião/CBN Maringá

Após a Prefeitura de Maringá permitir, mediante regras, a volta de alguns setores como indústria e construção civil, o comércio espera a vez dele. Representantes do setor e o secretário municipal de Saúde, Jair Biato, se reuniram na Associação Comercial e Empresarial de Maringá (Acim) para discutir o assunto. Foi no início da noite desta quinta-feira, 9.


Em pouco mais de uma hora, o secretário ouviu reclamações do setor produtivo. Embora entendam a quarentena, empresários estão preocupados com demissões e falta de dinheiro. Por isso, querem uma data para a reabertura do comércio.


Durante a reunião. Biato disse não ser possível definir um prazo exato, e estipulou, no momento, ao menos duas semanas.


Representantes da Acim e Sivamar, o sindicato dos varejistas, gostariam de uma prazo menor. Eles criaram um plano de reabertura e entregaram ao secretário. Uma nova reunião para discutir o assunto ficou marcada para a tarde de sábado, 11, na sede da associação.


O presidente do Sivamar, Ali Wardani, explicou que espera que logo se chegue a uma decisão. Acionar a Justiça não está descartado, segundo ele. Wardani falou que semana que vem seria um bom momento para a reabertura.



“Nós encaminhamos um documento ao secretário propondo a ele aquilo que nós podemos fazer em matéria de trabalho, como abriríamos as lojas, o horário que flexibilizamos, e ele nos prometeu que ia estudar e sábado [dia 11] nós voltamos a conversar de novo para ver o que pode ser feito. Tomada Deus que essa pandemia não se propague muito e que o secretário possa permitir uma abertura mais rápida. Estamos pedindo a calma do pessoal pela vida, porque a gente entende que eles estão fazendo o melhor pela comunidade. Mas isso prolongado, você não tenha dúvida nenhuma que vai acontecer o clamor de todos os empresários. Eu acho que semana que vem está de bom tamanho, pode ser terça ou quarta. Daria os 25 dias de tempo que a gente deixou de trabalhar, e deu tempo para que o vírus não propague tanto na cidade”.



O vice-presidente da Acim, Mohamad Awada também disse esperar que uma data seja decidida em breve. Segundo ele, os empresários estão preocupados, mas querem voltar a trabalhar com segurança.



“A gente fica muito preocupado com o setor produtivo com as demissões. A crise vem por falta de emprego, e agora que a gente estava retomando o comércio, aconteceu esse problema, e a gente fica muito preocupado de não poder ajudar o empresário a abrir. Mas a gente sabe que tem que abrir com segurança, não adianta simplesmente abrir o comércio e não dar segurança para o empresário, colaborador e consumidor”, destacou.



Nos últimos dias, a Prefeitura de Maringá tem autorizado a reabertura de alguns segmentos. As decisões ocorrem ou após reuniões com responsáveis ou depois de determinações judiciais.


O secretário Jair Biato foi procurado pela reportagem. Ele preferiu não gravar entrevista sobre o assunto, mas disse a jornalistas que não há uma data definida para a reabertura do comércio.


Maringá tem mais de 40 casos confirmados de coronavírus. Quatro pessoas morreram em decorrência da covid-19.



Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo