Fechar

Maringá

boato

Coronavírus: fake news transforma vida de maringaense em 'inferno'

Publicado por Nailena Faian, 16:49 - 26 de February de 2020

Bloco de Imagem

Foto: Reprodução/Facebook

A vida de um comerciante e advogado maringaense está tumultuada nos últimos dias. O motivo é uma fake news que usa o nome e a foto dele que está sendo espalhada por grupos de WhatsApp.


Na imagem, Diego Christiano aparece em uma rua de Pequim, na China. Já o texto afirma que ele “pode ser o primeiro caso confirmado de Coronavírus no Brasil” por ter chegado recentemente do país que acumula 2.663 mortes por conta da doença. A mensagem ainda diz que ele está em quarentena no Hospital Universitário de Maringá (HU) e que o gorverno está escondendo o caso para não gerar tumulto.


Ao GMC Online, o maringaense contou que realmente esteve na China, mas isso ocorreu há dois anos, em abril de 2018, quando nem se falava do vírus ainda.


Ele também contou que a vida dele virou "um inferno" nos últimos dias por causa da mentira que está sendo espalhada pelos grupos de WhatsApp.



“A vida está um inferno depois disso. Entre ontem e hoje já recebi mais de 50 ligações de pessoas perguntando se estou bem. Até de um amigo de São Paulo. Até o pessoal do HU veio falar comigo. Brincaram com uma coisa muito séria”, afirma.



O maringaense também conta que precisou ir na farmácia nesta quarta-feira e uma senhora, assustada, o indagou se ele era o “cara do coronavírus”. Outros que o viram na rua saíram correndo. Ele acabou adiantando um serviço que tinha que fazer em outro município para ficar fora de Maringá e evitar os transtornos. 


A reportagem entrou em contato com a assessoria do Hospital Universitário (HU), que confirmou se tratar de uma fake news.



Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Confira abaixo dicas para se prevenir do coronavírus


Coronavírus: Saiba como se prevenir (Fonte: Ministério da Saúde):
Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo