Fechar

Maringá

Produto tóxico

Descarga de amônia causa pânico entre funcionários de frigorífico

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 10:00 - 03 de Agosto de 2018

No começo da manhã desta sexta-feira (3), por volta das 5h30, o 5º Grupamento do Corpo de Bombeiros de Maringá foi chamado para atender um possível vazamento de amônia em frigorífico, em Maringá. Trabalhadores passaram mal e precisaram de atendimento médico.


Ao chegarem ao local, os bombeiros constataram que não houve vazamento. A amônia é um composto químico usado no processo de refrigeração dos frigoríficos, mas tóxico e por isso muito perigoso se for inalado.


A empresa explicou que o que houve foi uma descarga de amônia numa área externa. A planta de abate no momento estava inoperante, ou seja, nenhum funcionário inalou o gás.


Entretanto, o sistema de segurança, como é de praxe, disparou as sirenes e isso teria causado pânico entre alguns funcionários. Nove passaram mal e foram atendidos pelo médico da empresa.


Alguns destes funcionários precisaram ser levados para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Zona Norte. O frigorífico informou que vai apurar as causas do incidente.


Uma das razões pode ser uma oscilação na energia elétrica nas últimas horas desde que começou a chover. A empresa tem 2.500 funcionários e ninguém quis gravar entrevista.


Caso seja inalada, a amônia pode causar tosse, chiado no peito, falta de ar, asfixia e até queimar as vias aéreas superiores.


Atualizada às 10h54 - Após o incidente no frigorífico, três funcionários da empresa precisaram ser encaminhados à UPA Zona Norte. Segundo informações da coordenação da UPA, os três inalaram a amônia, mas não chegaram a ter contato direto com o composto químico. Dois deles receberam atendimento e já tiveram alta. Uma pessoa ainda aguarda liberação. De acordo com a coordenação, os três apresentaram sintomas como dor de cabeça, náuseas e diarreia. 


Leia mais notícias de Maringá.

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo