Fechar

Maringá

Vaquinha

Maringaense que venceu o câncer busca ajuda para mãe doente

Publicado por Lethícia Conegero, 20:06 - 12 de março de 2020

Bloco de Imagem

Foto: Arquivo Pessoal

O maringaense Thiago Ruy Amaral, 30 anos, venceu o câncer no ano passado, após um transplante de medula óssea bem-sucedido. Agora, nove meses depois, é a mãe dele, Sônia Maria Ruy Amaral, de 62 anos, que precisa de ajuda. Ela sofreu um AVC e está na UPA Zona Sul. A família recorreu a uma vaquinha online para buscar tratamento em um hospital da rede privada de saúde.


A vaquinha foi criada na manhã desta quinta-feira, 12, pela Danielle Ruy Amaral, irmã de Thiago. Até às 20h, nove pessoas haviam feito doações, totalizando R$ 510. O objetivo é alcançar R$ 10 mil.


De acordo com Thiago, no dia 5 de março sua mãe acordou desorientada, sem conseguir formular frases. Após alguns exames, médicos da rede privada de saúde confirmaram que ela havia sofrido um AVC e precisaria de internação. Contudo, a família não tem como bancar o tratamento.



“A gente gastou muito com o meu tratamento e ainda gasta, então fizemos essa vaquinha para colocar minha mãe em um hospital particular, porque pode demorar para o leito ser liberado pelo SUS e pode ser tarde demais. Quem puder ajudar com qualquer quantia, agradecemos”, pede o filho.



Clique aqui para fazer uma doação.


 

Bloco de Imagem

Sônia Maria Ruy Amaral com o filho Thiago Ruy Amaral. Foto: Arquivo Pessoal

Luta contra o câncer


Thiago Ruy Amaral foi diagnosticado com leucemia em novembro de 2018, quando começou a busca por um doador de medula óssea. No fim de abril de 2019, veio a boa notícia: havia um doador 95% compatível com ele na Turquia, um homem de 42 anos. Em maio, ele fez o transplante no Hospital Nossa Senhora das Graças, em Curitiba, e foi um sucesso. Leia a história completa aqui.



Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo