Fechar

Maringá

Faltam R$ 21 mi

Obras do Hospital da Criança recebem R$ 6 mi do Governo do PR

Publicado por Luciana Peña/CBN Maringá, 11:37 - 22 de maio de 2020

Bloco de Imagem

Hospital da Criança. Foto: Geraldo Bubniak/AEN, em novembro de 2019

O Hospital da Criança de Maringá é uma obra de mais de R$ 100 mi. A estimativa era que em um ano a parte física ficasse pronta. Em 2017, o Ministério da Saúde repassou R$ 90 mi para o Governo do Paraná que ficou responsável por injetar outros R$ 30 mi na obra.


Mas o dinheiro não chegou na velocidade que se esperava e por isso o hospital ainda não está pronto. Em 2019, o Governo do Estado precisava repassar R$ 50 mi. Avisou que não havia previsão orçamentária, fez remanejamentos e conseguiu repassar R$ 25 mi em novembro.


Nesta sexta-feira, 22, foram anunciados mais R$ 6 mi. O prefeito Ulisses Maia disse que com esse dinheiro a obra avança na fase final.



“É um pagamento importante, que nós faremos, agora, o cronograma de finalização da obra para que ainda esse ano a gente entre para a população de Maringá, o Hospital da Criança”, explica o Prefeito.



O diretor-geral da Secretaria de Saúde do Paraná, Nestor Verner Junior diz que a Covid-19 atrapalhou todo o orçamento, mas a expectativa é que o restante do dinheiro saia até o final do ano.



“Reafirmando o compromisso do Governo de cumprir, integralmente, a sua obrigação de repasse de dinheiro para a Prefeitura de Maringá […]. A gente precisa só combinar essa questão do desembolso para que se complete tanto a obrigação do Governo, quanto a obra em si, para que a obra possa beneficiar a população. A gente tem uma perspectiva de que se faça o desembolso no desenrolar dos meses. Obviamente que a covid-19 tem impactado, […] a gente não sabe como as coisas vão acontecer ainda”, afirma o diretor-geral.



A obra também tem recursos da Organização Mundial da Família e o terreno foi doado pela prefeitura de Maringá.


Ouça a reportagem completa na CBN Maringá.



Precisa sair de casa? Use Máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo