Fechar

Futebol

Maringá FC

Goleiro Guilherme Santos é do Cruzeiro: 'Meu Deus é gigante!'

Publicado por Chrystian Iglecias, 16:53 - 23 de Agosto de 2019

Bloco de Imagem

Gui Santos era o terceiro goleiro no Paranaense. Foto: Rodrigo Araújo/MFC

É oficial: o Maringá Futebol Clube acaba de vender o goleiro Guilherme Santos, de apenas 19 anos, para o Cruzeiro. Conforme o portal GMC Online adiantou na manhã desta sexta-feira (23), o atleta passava por avaliações em Belo Horizonte e sua contratação era dada como certa. Por volta das 17h, o Tricolor veio a confirmar a informação e anunciou oficialmente a transferência de Guilherme para a raposa. Os valores da transação não foram divulgados, e o clube maringaense deverá manter sigilo em relação ao tema.


Também conforme trouxe em primeira mão o portal GMC Online, o Maringá FC seguirá dono de parte dos direitos econômicos do jovem goleiro. Em nota, o time da Cidade Canção informa que a porcentagem é de 20% - os outros 80 ficam com o Cruzeiro. Isto significa que, em caso de uma eventual transferência do Cruzeiro para um clube do exterior, no futuro, o Maringá FC receberá 20% do montante que for acordado pelo novo time do atleta.


Guilherme Santos era considerado a grande promessa do futebol maringaense. Terceiro goleiro no estadual, o novo guardião do Cruzeiro disputava o Campeonato Paranaense Sub-19, e sofreu apenas sete gols em 13 jogos em 2019, números que o colocam como o goleiro menos vazado da competição. Seu último jogo com a camisa do Maringá FC foi no último sábado (17), diante do Verê, pela última rodada da segunda fase.


Seguro debaixo das traves, Gui Santos tem como principal característica o posicionamento. Membro da "escola" moderna de goleiros, o agora ex-Maringá FC trabalha com facilidade e frieza com os pés, lembrando o estilo de jogo dos dois goleiros da seleção brasileira, Alisson e Ederson - guardemos as devidas proporções.


Guilherme Santos chega para disputar a Copa São Paulo de Futebol Júnior do ano que vem, neste que será o grande desafio de sua carreira. A competição costuma revelar grandes craques para as equipes de cima dos grandes times do Brasil. 


Logo após o anúncio oficial de sua chegada ao Cruzeiro, o jovem Guilherme concedeu entrevista exclusiva ao portal GMC Online, direto de Belo Horizonte, e esclareceu detalhes da negociação. Confira!

Bloco de Imagem

Aplausos, Guilherme! Foto: Fernando Teramatsu

(GMC): A negociação foi levada em silêncio absoluto, tanto que só "vazou" na imprensa no dia final. Como foi este acordo? Quanto tempo demorou a negociação?


(Guilherme): Então, a gente deixou tudo em off, porque primeiramente eu iria fazer uma avaliação. Meu empresário, em conjunto com o clube, me indicou para o Cruzeiro pra fazer um teste com o grupo principal já, e acabei agradando a comissão técnica, a todos que integravam a equipe do sub-20. Até minha mãe demorou pra saber, ela só ficou sabendo quando eu cheguei aqui (em BH). Só meu pai, meu empresário, dois companheiros e membros da diretoria do Maringá sabiam de tudo.


(GMC): Imagino que não tenha pensado duas vezes quando recebeu a proposta. Qual o tamanho do salto que você dá na sua carreira indo para um gigante como o Cruzeiro?


(Guilherme): É um grande passo, mas ao mesmo tempo tenho que ser "pé no chão". Nada é fácil, nada vem de graça e não há vitória sem luta. Acho que eu cheguei onde cheguei por causa da minha humildade, por causa do meu trabalho e fé em Deus. É seguir trabalhando, colocando sempre nas mãos Dele. Me senti até pequeno quando cheguei aqui, mas o Deus que é por mim é gigante, como eu havia falado pra você já. O Cruzeiro é gigantesco, espero estar à altura deste clube.

Bloco de Imagem

Foto: Rodrigo Araújo/MFC

(GMC): Você chega, entre outras coisas, para disputar a Copa SP de Futebol Junior de 2020. A competição é o grande celeiro de jovens promissores do Brasil. Como você enxerga essa oportunidade?


(Guilherme): É uma oportunidade gigante. O Cruzeiro só disputa campeonatos do mais alto nível, tanto no profissional quanto na base. Vou ter outros campeonatos além da Copa SP, como o Mineiro, o Brasileiro. É uma grande chance de eu mostrar meu trabalho, agradecer cada vez mais e honrar cada vez mais a Deus. Mostrar que eu não vim aqui pra brincadeira, e sim pra honrar esse manto!


(GMC): Chegando no Cruzeiro, você poderá conviver, nem que seja de vez em quando nesse início, com dois ídolos da sua posição. Já pôde conhecer o Rogério e o Fábio? Como enxerga a possibilidade de, no futuro, substituir o Fábio no gol da Raposa?


(Guilherme): O Fábio eu ainda não vi, mas tive o prazer de conhecer o Rogério. Ele já vinha vendo alguns treinos meus, e me parabenizou pelo treino de hoje. Quando ele veio me cumprimentar eu até travei, por quê ele é a minha maior inspiração, ele quem me fez ser goleiro. E ele estando ali, do meu lado, vendo meu treino, me parabenizando, é algo surreal. Algo que você pensa que nem nos melhores sonhos você poderia alcançar. Sobre substituir o Fábio, por quê não em longo prazo? Ou até mesmo, no tempo de Deus. Eu gosto de pensar assim, de poder ajudar o Cruzeiro até no profissional, colocando sempre nas mãos de Deus.


(GMC) O que você leva contigo do Maringá FC e da cidade?


(Guilherme): Eu aprendi muito no Maringá. Eles me acolheram num momento que ninguém mais queria me acolher. Me deram a mão em um dos momentos mais difíceis da minha carreira, quando eu estava cinco meses em casa. Me trataram como um verdadeiro filho aí e eu só tenho a agradecer. Desde a cozinheira, a "tia" que limpa até o presidente. É um clube muito correto, e pode ter certeza que daqui uns anos estará nas grandes divisões do cenário nacional. Quem é honesto, quem trabalha, Deus ajuda. Pode ter certeza. Queria ter contribuído mais no profissional, mas é tudo no tempo de Deus. Pude ajudar na base e de algum modo no profissional também. Me agregou muito, cresci muito como atleta e como pessoa. Sou eternamente grato e quero ver sempre o Maringá lá em cima, disputando grandes campeonatos e eu vou ficar sempre na torcida.


Confira lances de Guilherme Santos pelo Maringá FC:

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo