Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar nosso portal, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

21 de fevereiro de 2024

Maringá FC vence o PSTC e garante classificação no Paranaense

Depois de receber vaias no intervalo, o Tricolor chegou ao único gol da partida com Serginho, de pênalti


Por Felippe Gabriel Publicado 11/02/2024 às 20h40
 Tempo de leitura estimado: 00:00
WhatsApp-Image-2024-02-11-at-20.22.45
O Tricolor já está garantido nas quartas de final do estadual | Foto: Fernando Teramatsu / MFC

Com mais de 5 mil pessoas no Estádio Regional Willie Davids, o Maringá FC bateu o PSTC por 1 a 0, neste domingo, 11. O gol foi marcado por Serginho, de pênalti. 

A vitória foi consolidada no segundo tempo, após os jogadores maringaenses receberem vaias vindas das arquibancadas, na saída para o intervalo.

Somando mais três pontos na competição, o Dogão chegou aos 18 pontos, na terceira colocação, e segue invicto. Matematicamente, também garantiu a classificação para as quartas de final, pois o Londrina — primeiro time fora da zona de classificação — não pode mais alcançar o Maringá na pontuação.

A partida seguinte do Maringá FC será no confronto direto contra o Coritiba, no Estádio Couto Pereira, na capital paranaense. A partida válida pela nona rodada do Campeonato Paranaense acontece nesta quarta-feira, 14, às 20h.

O JOGO

Depois de poupar titulares na última partida, o Tricolor voltou com sua formação tradicional. Os destaques ficaram com a continuação de Morelli no meio-campo e Negueba tendo a oportunidade de começar no ataque.

Maringá e PSTC já haviam se enfrentado nesta temporada por duas vezes, pelo Torneio Paraná de Verão, em preparação para a temporada. No primeiro jogo, o Dogão goleou o time de Alvorada do Sul por 5 a 0. Eles voltaram a se encarar na final, com nova vitória maringaense, por 2 a 0, com gols de Tito e Serginho.

Pelo Campeonato Paranaense, o Maringá buscava a vitória para se manter no pelotão de cima, e o PSTC tentava sair da zona de rebaixamento.

Boa parte da etapa inicial foi cadenciada e em ritmo mais lento. O Maringá tinha maia a bola, mas não conseguia conectar o meio de campo ao ataque. O PSTC se defendia e se armava para os contra-ataques, mas pecava no último passe. 

Porém, a reta final do jogo foi lá e cá, com boas chances para as duas equipes. Gabriel Mello, para o PSTC, e Caíque, para o Dogão, desperdiçaram as melhores oportunidades. Bruno Lopes também não foi feliz em dois lances do Maringá. Na saída do intervalo, os jogadores maringaenses receberam vaias vindas das arquibancadas.

A segunda etapa voltou mais animada e teve melhores movimentações das duas equipes. O início foi de domínio e pressão do Maringá, que abriu o placar com Serginho, de pênalti (15’). Depois do gol, o PSTC foi atrás do resultado e teve três boas chances em sequência, chegando a equilibrar as ações do jogo.

Com as substituições de Jorge Castilho, o Tricolor conseguiu controlar a partida novamente e segurou o resultado.

1º tempo

Com cinco minutos de jogo, o Maringá chegou ao ataque em duas jogadas muito parecidas, que levaram perigo ao gol do PSTC. Pela direita, Marcos Vinícius cruzou para a área e encontrou Bruno Lopes nas duas oportunidades, que cabeceou para boas defesas do goleiro Diego.

Depois disso o jogo ficou cadenciado. O Maringá tinha a bola e tentava infiltrar a defesa do PSTC com paciência, procurando o melhor caminho. Já o Leão tentava sair nos contra-ataques.

A primeira boa chance do PSTC veio só aos 21’. Bryam driblou e ganhou de quatro marcadores dentro da área e bateu. Dheimison espalmou para a lateral e por pouco João Guilherme não ficou com o gol aberto para abrir o placar, mas Marcos Vinícius afastou o perigo.

A resposta do Maringá veio no lance seguinte. Depois de receber bola esticada na direita, Negueba puxou para o meio e encontrou Zé Vitor infiltrando na área. O meia dominou e bateu forte para o gol, mas acertou a trave.

Voltando a ficar tranquilo, o jogo não apresentava grandes oportunidades para nenhuma das equipes. Enquanto o Maringá não conectava seus setores para construir as jogadas, o PSTC não tinha qualidade no passe para encaixar as escapadas em velocidade para o ataque.

Na tentativa de surpreender o goleiro, Serginho mandou de longe, no bico esquerdo da grande área, e a bola passou perto (36’).

Aos 41’, Léo Assumpção fez o lançamento para o ataque, Thalles escorou no pivô e a bola caiu no pé de Gabriel Mello, que mandou para o gol e viu Dheimison fazer uma ótima defesa, mandando para escanteio.

A reta final foi mais movimentada e os times trocavam boas chances de ataque. Zé Vitor encontrou Serginho na entrelinhas, o meia limpou a marcação e bateu. No rebote concedido por Diego, Negueba cruzou na medida para Caíque, que cabeceou a bola para o céu com o gol vazio.

Na vez do PSTC, Bryam apareceu bem novamente pela direita, mas o chute foi defendido por Dheimison com tranquilidade.

Após o apito final do primeiro tempo, a torcida maringaense mandou vaias ao time.

2º tempo

O Tricolor Maringaense voltou mais propositivo na segunda etapa e pressionava no ataque. 

Aos 13’, Serginho clareou a jogada pelo meio e lançou Marcos Vinícius, que passava livre por trás da marcação no corredor direito. O lateral alcançou a bola na linha de fundo e, no cruzamento, João Guilherme abriu muito o braço e acabou bloqueando a bola. A arbitragem não teve dúvidas e marcou a penalidade. Na cobrança, o goleiro Diego chegou a encostar na bola mas não evitou o gol de Serginho.

Dominando, o Maringá chegou com perigo mais duas vezes. Aos 22’, Robertinho deu uma linha cavadinha de três dedos para Marcos Vinícius, que cruzou para trás nos pés de Bruno Lopes. O centroavante, porém, parou na bela defesa à queima-roupa de Diego.

Na sequência da jogada, a bola chegou no lado esquerdo e Caíque cruzou rasteiro para, novamente, Bruno Lopes desperdiçar a chance.

Em mais um cruzamento, Iago Santana encontrou Negueba, que cabeceou com perigo para a meta do PSTC.

Mesmo com a pressão do Maringá, o Leão do Norte chegou ao ataque em dois lances de bola parada. Aos 27’, Danilo cobrou escanteio pela esquerda, Erick subiu mais que todo mundo e mandou um foguete de cabeça, para incrível defesa de Dheimison. Em novo escanteio, a bola sobrou para Bryam no rebote, que mandou forte de longe e o goleiro maringaense foi novamente decisivo, afastando o perigo.

Curtindo o bom momento na partida, o PSTC chegou pela terceira vez com perigo, após roubada de João Guilherme na intermediária. O atacante girou e bateu direto, assustando Dheimison, que reclamou com toda a defesa.

Depois disso, o Maringá tentou se equilibrar e voltar a ter a bola. Assim, a partida teve seu ritmo novamente desacelerado e o resultado foi mantido.

WhatsApp-Image-2024-02-11-at-20.22.44
Capitão e camisa 10 do Maringá, Serginho marcou o único gol da partida | Foto: Fernando Teramatsu / MFC

A bola parou de rolar no WD, mas ela continua na CBN Maringá. Nesta segunda-feira, 12, às 19h, a seleção do rádio comenta, no CBN Esportes, todos os detalhes dos times maringaenses no Campeonato Paranaense. 

Acompanhe no YouTube da CBN Maringá ou no radinho 95,5 FM.

FICHA TÉCNICA

Maringá FC 1×0 PSTC – 8ª rodada do Campeonato Paranaense

Data e hora: 11 de fevereiro de 2024, às 18h30 (de Brasília)
Local: Estádio Regional Willie Davids – Maringá (PR)
Árbitro: Selmo Pedro dos Anjos Neto
Assistentes: Roberto Rivelino dos Santos Júnior e Ideidy Henrique Costa
4º árbitro: André Ricardo Martins
Cartões amarelos: Elivelton (17’ 1T), Ronald (3’ 2T), João Guilherme (14’ 2T), Mateus Cata (34’ 2T), Rodrigo (48’ 2T), Iago Santana (51’ 2T)
Cartões vermelhos:
Gols: Serginho (15’ 2T)

Maringá FC: Dheimison; Marcos Vinícius, Ronald, Tito, Caíque; Rodrigo, Morelli (Iago Santana, 17’ 2T), Zé Vitor (Robertinho, 17’ 2T); Serginho (Lucas Bonifácio, 39’ 2T), Negueba (Moraes, 39’ 2T), Bruno Lopes (Mirandinha, 24’ 2T). Técnico: Jorge Castilho.

PSTC: Diego; Mateus Cata, Erick Ferreira, Léo Assumpção, Elivelton; Vanderlei (Canário, 37’ 2T), Gabriel Mello (Murilo, 45’ 2T), Danilo Jordan (Faísca, 37’ 2T); João Guilherme, Bryam (Nathan Jr., 28’ 2T), Thales. Técnico: Reginaldo Vital.

Público total: 5.056
Público pagante: 4.694
Público não pagante: 362
Renda total: R$ 97.640,00

Pauta do Leitor

Aconteceu algo e quer compartilhar?
Envie para nós!

WhatsApp da Redação