Fechar

Entretenimento

ONU Mulheres

Taís Araújo fará live sobre violência doméstica na quarentena

Publicado por Agência Estado, 11:33 - 21 de maio de 2020

Bloco de Imagem

Foto: @taisdeverdade/Instagram

A atriz Taís Araújo realizará nesta quinta-feira, 21, às 19h, uma live que discutirá o aumento de casos de violência doméstica em meio à quarentena causada pela pandemia do novo coronavírus. A ação é organizada pela ONU Mulheres, entidade da Organização das Nações Unidas voltada para a igualdade de gênero


Durante a live, Taís, que é embaixadora da ONU Mulheres, entrevistará Clátia Vieira, do Comitê Mulheres Negras Rumo a um Planeta 50-50 em 2030 (vinculado à entidade) e do Fórum Nacional de Mulheres Negras. O objetivo da transmissão é não apenas alertar para o aumento nas denúncias de violência, mas também mostrar novas ferramentas para denunciar os casos.


A transmissão também discutirá o impacto da violência doméstica para as mulheres negras. Segundo levantamento feito pelo Atlas da Violência de 2019, 60% das mulheres assassinadas no país são negras.


Levantamentos feitos pela ONU Mulheres ao redor do mundo e pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública apontam um aumento na violência devido ao isolamento em casa. O confinamento dificulta a denúncia, além de aumentar o contato com os agressores.


Uma das ferramentas de denúncia apresentadas pela organização é o ISA.bot, robô que recebe as denúncias e pode ser instalado enviado uma mensagem para a página no Facebook do IsaBot. A live ocorrerá às 19h pela conta de Taís no Instagram.


As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.



Precisa sair de casa? Use máscara. Clique aqui e saiba por que ela é importante.


Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.


Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo