Fale conosco
  • Ouça agora

    Maringá FM

    As mais tocadas da Maringá FM

  • Ouça agora

    CBN Maringá

    As mais tocadas da CBN Maringá

  • Ouça agora

    Mix FM Maringá

    As mais tocadas da Mix FM Maringá

  • Ouça agora

    CBN Cascavel

    As mais tocadas da CBN Cascavel

Portal GMC Online

Agora em Maringá

Ver próximos dias

Maringá

Produção de máscaras gera renda para quem está de quarentena

A recomendação do uso de máscaras por toda a população fez crescer a procura pelo produto. Muita gente aproveitou para confeccionar máscaras em casa e vender pela internet.

Pouco antes do isolamento social começar, a Camila Souza, dona de uma loja em Sarandi percebeu que ia precisar se virar e descobrir uma nova fonte renda para pagar as contas. Ela pensou em confeccionar máscaras em casa. Comprou tecido um dia antes da loja de tecido baixar as portas.

No começo ela fazia as máscaras e oferecia pela internet sem muito sucesso. É que a máscara era recomendada apenas para quem estava doente.

Agora, com a recomendação para todo mundo usar, a Camila não dá conta dos pedidos. Ela e a mãe passam o tempo todo na máquina de costura e vendem em média 100 máscaras por dia.

“Eu vi na televisão uma mulher em São Paulo fazendo máscara para vender. ‘Vamos comprar um pouco de tecido e vender máscara?’. Eu fui lá, comprei um pouco de tecido e iniciei. Eu não imaginava que iria vender tanto. Tanto que é só eu e minha mãe que costura e a gente não está dando conta da demanda agora”, contou Camila.

Muita gente encontrou na confecção de máscaras caseiras uma fonte de renda neste período de quarentena. Nas redes sociais é possível encontrar com facilidade fornecedores deste produto que se tornou um dos mais procurados em todo o mundo.

A Elizabeth Domingos trabalha numa loja de autopeça. Até ontem estava em casa por causa do isolamento social. Nesta terça-feira, 7, ela voltou a trabalhar porque a empresa já está autorizada a abrir.
Durante a quarentena ela vendeu máscaras para empresas que compravam lotes de até 200 unidades. Ela começou a confeccionar as máscaras porque tem em casa familiares em grupos de risco. E agora, mesmo de volta ao trabalho formal, não vai parar com a atividade extra.

“Eu verifiquei na internet como fazia o projeto, comecei a fazer. Eu anunciei no Facebook, algumas pessoas se interessaram e acabaram me solicitando a confecção [das máscaras]”, explicou Elizabeth.

A Elizabeth vende cada máscara a R$ 6,00.

Ouça a reportagem completa na CBN Maringá.

Quer receber nossas principais notícias pelo WhatsApp? Se sim, clique aqui e participe do nosso grupo. Lembrando que apenas administradores podem enviar mensagens.

As mais lidas agora

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]

Pagamento de até R$ 500 do FGTS para trabalhadores começa nesta sexta

O pagamento de até R$ 500 por conta do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) começa nesta sexta-feira (27) para os trabalhadores nascidos em maio, junho, julho e agosto com poupança ou conta-corrente na Caixa Econômica Federal. A Caixa Econômica Federal iniciou neste mês o depósito automático para quem tem poupança, seguindo calendário […]


Maringá

Prefeitura de Maringá volta atrás em algumas medidas do novo decreto

Prefeitura de Maringá volta atrás em algumas medidas do novo decreto

A Prefeitura de Maringá voltou atrás em relação à suspensão dos ônibus aos finais de semana. Em novo decreto, publicado na tarde desta quarta-feira, 8, o poder público autorizou a volta do serviço de transporte público aos sábados e domingos para os trabalhadores ou emergências.