Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar nosso portal, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

‘Mais completo dinossauro’ é identificado no Reino Unido depois de 10 anos de pesquisa


Por Agência Estado Publicado 10/07/2024 às 14h19
Ouvir: 00:00

Mais de dez anos depois do início da investigação, um estudo revelou uma nova espécie de dinossauro que viveu há 125 milhões de anos. Com 149 ossos encontrados, esse é um dos mais completos fósseis já encontrados no Reino Unido.

Design-sem-nome-1
Foto: Reprodução/Systematic Palaeontology

“A descrição do animal é o resultado de anos de trabalho. Quase 150 ossos foram desenterrados, tornando-o, ao que tudo indica, o dinossauro mais completo encontrado no Reino Unido nos últimos 100 anos”, disse Jeremy Lockwood ao Natural Museum History, uma das instituições envolvidas no estudo.

A espécie Comptonatus chasei foi nomeada em homenagem ao paleontólogo Nick Chase, que, em 2013, descobriu os fósseis na Ilha de Wight, a cerca de 140 quilômetros de Londres.

Chase, no entanto, não pôde acompanhar a conclusão do estudo, publicado nesta terça-feira, 9, na revista científica Systematic Palaeontology. Ele morreu em 2019, vítima de um câncer.

O animal foi identificado como herbívoro — a classificação das espécies que se alimentam de algas e plantas — e faz parte do grupo Iguanodonte. Dinossauros desse mesmo grupo já foram localizados no Brasil, onde hoje fica o Estado da Paraíba.

O Comptonatus chasei pesava aproximadamente uma tonelada (peso similar a algumas espécies de hipopótamos) e os pesquisadores acreditam que ele tinha cerca de 6 anos na data de sua morte. Os ossos teriam sido enterrados sob plantas, rochas e outros detritos, o que contribuiu para sua preservação ao longo dos anos.

Design-sem-nome-2-1
Os ossos do fóssil foram encontrados em bom estado de preservação | Foto: Reprodução/Systematic Palaeontology

“Descobertas recentes sugerem que temos negligenciado o fato de que os Iguanodontes eram relativamente diversos. Não está claro se isso ocorre porque eles evoluíram mais rápido do que se pensava, ou se muitas espécies conviveram lado a lado. Esta é a próxima grande questão que precisamos tentar responder para entender esses dinossauros”, disse Lockwood.

Pauta do Leitor

Aconteceu algo e quer compartilhar?
Envie para nós!

WhatsApp da Redação

Comentar

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Geral

Três baleias são encontradas mortas em uma semana no litoral Norte de SP


Em uma semana, três baleias-jubarte foram encontradas mortas em praias de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, segundo…


Em uma semana, três baleias-jubarte foram encontradas mortas em praias de São Sebastião, no litoral norte de São Paulo, segundo…

Geral

Mulher quebra mandíbula após explosão de panela de pressão


A cozinheira de uma escola municipal do Rio de Janeiro precisou ser hospitalizada depois de se machucar gravemente com os…


A cozinheira de uma escola municipal do Rio de Janeiro precisou ser hospitalizada depois de se machucar gravemente com os…