Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar nosso portal, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

“Médico das estrelas” deixou barriga de empresária necrosada após lipo


Por Maria Eduarda Publicado 10/07/2024 às 08h53
Ouvir: 00:00

Condenado pela Justiça do Distrito Federal por associação criminosa e estelionato, o cirurgião plástico Wilian Pires, 37 anos, também responde a um processo na esfera cível movido por uma paciente que sofreu necrose e queloides severas após se submeter a um procedimento de lipoaspiração, conhecida como Lipo HD (“High Definition”) ou Lipo LAD – Lipoaspiração de Alta Definição, na barriga e nas costas. Em 2020, o médico foi alvo de mandados de busca e apreensão, cumpridos no âmbito da Operação Navio Fantasma, desencadeada pela Divisão de Repressão a Roubos e Furtos (DRF) da PCDF.

image-48-5
Foto: Reprodução

A empresária Sayara Karyta de Sousa Rego, 29 anos, acorda todos os dias e se depara com uma série de cicatrizes deixadas por um suposto erro médico cometido por Pires, ao manipular as cânulas usadas na lipoaspiração. O procedimento ocorreu em setembro de 2020. Desde então, a vítima tenta se recuperar do trauma e das marcas que ficaram marcadas na pele.

Na época, a empresária procurou o cirurgião para remover a gordura localizada que a incomodava na região da barriga e costas. Na consulta pré-operatória, o médico afirmou que conseguiria definir melhor os músculos de Sayara. Segundo ele, os cortes seriam pequenos, com cerca de um centímetro, e o resultado final poderia ser observado somente após algumas semanas, por conta de possíveis edemas e inchaço.

Clique aqui e leia a reportagem completa no Metrópoles, parceiro do GMC Online.

Pauta do Leitor

Aconteceu algo e quer compartilhar?
Envie para nós!

WhatsApp da Redação