Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar nosso portal, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

13 de julho de 2024

Após falar que ‘mulheres estão loucas atrás dos homens’ e viralizar, desembargador do Paraná tira licença remunerada


Por Banda B, parceira do GMC Online Publicado 10/07/2024 às 10h24
Ouvir: 00:00

Menos de uma semana após viralizar com uma fala que dizia que “as mulheres estão loucas atrás dos homens”, o desembargador do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) Luis Cesar de Paula Espíndola tirou uma licença especial remunerada. A licença, que começa nesta quarta-feira (10), foi pedida pelo magistrado e vai até 31 de julho. 

image-48-23
Foto: Reprodução/TJ-PR.

Luis Cesar de Paula Espíndola se tornou notícia nos últimos dias, depois do posicionamento que deu durante a sessão do dia 3 de julho, na 12ª Câmara Cível do TJ-PR. 

A fala foi em resposta à desembargadora Ivanise Tratz, que se manifestou num processo, que corre em segredo de Justiça, sobre o suposto assédio de um professor de uma cidade do interior do Paraná contra uma aluna de 12 anos.

O afastamento, segundo o TJ-PR, foi solicitado pelo desembargador. Esse tipo de pedido é um benefício que já está previsto no estatuto dos funcionários da Corte e não exige que seja apresentado motivo.

Nesta quarta-feira será a primeira sessão da 12ª Câmara Cível após as declarações do magistrado viralizarem na sessão anterior. A fala de Luis Cesar de Paula Espíndola fez com que fosse aberta uma investigação pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ). 

Clique aqui e leia a reportagem completa na Banda B, parceira do GMC Online.

Pauta do Leitor

Aconteceu algo e quer compartilhar?
Envie para nós!

WhatsApp da Redação