Fechar

Política

Carreatas / Maringá

Marchese: MP não pode ser usado como instrumento político

Publicado por Gilson Aguiar/CBN Maringá, 13:05 - 28 de março de 2020

O deputado estadual Homero Marchese (Pros) comentou neste sábado, 28, em entrevista à CBN Maringá, a medida do Ministério Público notificando a Política Militar (PM) sobre as carreatas em Maringá que pedem a reabertura do comércio – SAIBA MAIS AQUI. Para Marchese, a medida é razoável, mas foi pedido por pessoas ligadas a partidos de esquerda.



“Eu li o despacho da promotora. Ela não proibiu a organização das carreatas. Ela notificou a polícia e a prefeitura para que acompanhem a organização do ato e verifiquem se as restrições sanitárias serão cumpridas. O que posso destaque deste inquérito é que quem pediu é ligado a pessoas da esquerda radical da cidade. Um deles é filiado ao PT, militante do PT e que provavelmente será candidato a vereador na cidade. Outro é uma pessoa ligada ao PSOL, que é outro partido de esquerda”, comentou.



Segundo o deputado, se espera que o MP mantenha a imparcialidade de suas ações, o que precisamos neste momento. Ele também lamenta que haja politização do ato, tanto dos grupos de esquerda, quanto de direita.



“Está havendo uma politização de ambos os lados, infelizmente. É preciso abaixar a temperatura, as pessoas colocarem a cabeça no lugar, porque o que interessa é que o País passe por este surto epidemiológico sério e que a gente consiga salvar o maior número de vidas sem que a gente coloque a economia do país em explosão completa também”, avaliou.



Ouça a entrevista completa na CBN Maringá.

Bloco de Imagem

Homero Marchese. Foto: Sandro Nascimento/Alep

Compartilhe

Seja o primeiro a comentar sobre isso

* Os comentários são de responsibilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Se achar algo que viole os termos do uso, denuncie. Leia as perguntas mais frequentes para saber o que é impróprio ou ilegal.

voltar ao topo