Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso site, personalizar publicidade e recomendar conteúdo de seu interesse. Ao acessar nosso portal, você concorda com o uso dessa tecnologia. Saiba mais em nossa Política de Privacidade.

17 de abril de 2024

Cozinheira da Apae é a terceira vítima fatal de acidente em Jandaia do Sul


Por Redação GMC Online Publicado 10/03/2023 às 21h00
 Tempo de leitura estimado: 00:00
Isabel Aparecida Gimenes Figueiredo, 55 anos, morreu após acidente em Jandaia do Sul. Foto: Arquivo pessoal.

A cozinheira da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae), Isabel Aparecida Gimenes Figueiredo, 55 anos, é mais uma vítima que não resistiu aos ferimentos decorrentes do grave acidente entre um trem e um ônibus escolar, registrado na manhã de quinta-feira , 9, em Jandaia do Sul, norte do Paraná.

A funcionária estava internada no Hospital da Providência, de Apucarana. Segundo informações da Secretaria de Saúde de Jandaia do Sul, familiares confirmara o óbito, que aconteceu na noite desta sexta-feira (10). O Instituto Médico Legal (IML) foi acionado para a realização do exame de necropsia.

Amigos lamentam a morte de Isabel nas redes sociais. Ela deixa um esposo e uma filha. Outras duas vítimas fatais, as primas Maria Vitória Gomes Ferreira, 11 anos, e Kimberly Caroline Ribeiro Pimenta, 15, foram sepultadas no final da tarde desta sexta-feira, no Cemitério Novo, em Jandaia do Sul.

LEIA TAMBÉM – Pai vai ao local do acidente entre trem e ônibus da Apae e encontra filha morta

Segundo o Corpo de Bombeiros, o veículo transportava 29 pessoas, sendo 25 crianças, três monitores e o motorista. O ônibus foi arrastado cerca de 30 metros do local após a batida. Uma câmera de segurança flagrou o momento em que o trem atinge o ônibus da Apae.

O motorista do ônibus foi ouvido e liberado pela Polícia Civil na tarde de quinta-feira (9). Ele relatou que o mato alto atrapalhou sua visão e não escutou a buzina do trem. Contudo, em nota, a concessionária Rumo afirmou que o maquinista acionou a buzina antes da colisão. Segundo a Polícia Militar, o motorista estava com a Carteira Nacional de Habilitação vencida desde o dia 23/01/2023.

Com informações do TNOnline.

Pauta do Leitor

Aconteceu algo e quer compartilhar?
Envie para nós!

WhatsApp da Redação